Dicas de Marketing Para Pequenos Negócios

Google lança Spaces, concorrente do Slack

Neemias Macedo      terça-feira, 17 de maio de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

Com a atenção do mundo online voltada para o Google I/O 2016 - a conferência anual para desenvolvedores no ecossistema do Google, a empresa lançou Google Spaces, um aplicativo de colaboração que tem mais do que uma semelhança com o cada vez mais popular Slack .

Google lança o Spaces

 

O Spaces possui integração com outros produtos do Google, como o Chrome e YouTube, permitindo aos usuários compartilhar artigos e vídeos sem sair do espaço do aplicativo.

O que você pode fazer no Spaces?

Para saber como usar o Spaces, leia esse artigo aqui.

O Spaces permite aos usuários criar grupos com base em uma tarefa ou em interesses comuns, da mesma maneira que o Slack, onde os usuários do grupo podem enviar mensagens uns aos outros, enquanto os históricos de mensagens e itens compartilhados podem facilmente ser pesquisado usando o algoritmo de busca do Google.

Os usuários podem ser adicionados a um Space através do e-mail, mensagem instantânea ou rede social. Em comparação com Slack, ainda não há integrações externas com serviços fora do Google. Ainda assim, o Spaces não tem nenhuma limitação aparente quanto ao número de mensagens que podem ser armazenadas.

O Spaces funciona em qualquer navegador de desktop ou móvel, e conta também com uma extensão do Chrome , bem como aplicativos para Android e iOS .

Google lança o Spaces

O Spaces está prevista para ser usado extensivamente no Google I/O, como o anúncio observado no de lançamento: "Criamos um espaço para cada sessão, onde os desenvolvedores podem se conectar uns com os outros e com Googlers em torno de temas do I/O, e temos tem algumas surpresas também."

As conversas são um aspecto central do Spaces, mas não é um aplicativo de mensagens tradicional como o Messenger, WhatsApp ou próprio Hangouts do Google. Suas conversas ocorrem dentro dos espaços, em grupos que atendem a temas específicos, em vez de pessoas em particular.

 

Comentários